quarta-feira, 6 de outubro de 2010

Pacto Com o Diabo

Por incrível que pareça, é muito mais seguro fazer um pacto com o diabo do que com o PT. Por quê? Ora, porque com o demo sabemos de quem se trata. Com o PT, não.

E veio o segundo turno! Depois de declarar que nem mesmo Jesus Cristo tiraria sua vitória no primeiro turno, Dilma agora irá enfrentar José Serra, que possui um grande trunfo, se bem utilizado: seu candidato à vice presidência, Índio da Costa. O PSDB pode sim chegar ao Palácio do Planalto, se aglutinar os ideais dos órfãos conservadores do país, que representam bem mais do que a metade da população nacional. Para quem não sabe quem são os conservadores, explico: são pessoas que não querem o aborto, que defendem a família e a religião como bases da sociedade, que acreditam no trabalho e no ensino como maneiras para melhorarem cada vez mais suas condições de vida. Conservadores são pessoas que não querem o governo dizendo para elas como devem educar seus filhos. Que preferem uma economia privatizada e eficiente a uma estatal e corrupta. Que fazem doações para os mais necessitados, mas não obrigam os outros a fazê-lo. Que preferem dar oportunidades ao invés de distribuir bolsas. Pessoas que acreditam que justiça é tratar os desiguais com desigualdade à medida que se desigualam, e não culpar a sociedade malvada pelo surgimento de assassinos, estupradores, sequestradores, etc. São pessoas, pois, que são contra tudo o que o PT e Cia defendem.
O exaltado sucesso econômico do governo PT nada mais é do que a repetição sistemática do que o PSDB fez durante seus 8 anos. Com o êxito da manutenção daquela política para a economia, a quadrilha vermelha conseguiu recursos suficientes para comprar as almas dos eleitores. Conseguiram, assim, a absolvição completa de sua culpa pelo surgimento de todo um processo de destruição social que está em progresso no Brasil, e aparentemente nada nem ninguém consegue abrir os olhos da população desalmada. Por incrível que pareça, é muito mais seguro fazer um pacto com o diabo do que com o PT. Porque? Ora, porque com o demo sabemos de quem se trata. Com o PT, não. Este consegue ser mais mentiroso do que o capeta e, após o pacto firmado, ninguém é capaz de fazer a vítima perceber que foi enganada. No caso do coisa-ruim, sabemos de início qual o preço de termos vendido nossas almas. Exagero?
Será que os cristãos de todas as correntes (e, porque não, os praticantes das demais religiões) sabem realmente o plano de governo do PT e, por extensão, de Dilma? Será que eles sabem qual é o preço a ser pago pelo voto dado à copanhêra? Não, também não. Ou um verdadeiro cristão votaria a favor do aborto? Votaria a favor da sexualização precoce de seus filhos? Votaria a favor da remoção do direito dos pais de educar seus filhos? Será que uma pessoa que crê em Deus votaria em alguém que deseja expurgar a religião da vida de toda uma sociedade? Ora, evidente que não. E é exatamente isto o que quer Dilma e o PT. Teoria da Conspiração? Elementar meu caro Watson, basta dar uma olhada no Projeto Nacional dos Direitos Humanos. Neste documento, produto genuinamente made in PT  tudo está bem claro: legalização total do aborto, doutrinação ideológica de nossas crianças, incentivo à homossexualidade, retirada progressiva do direito dos pais na educação de seus filhos, ridicularização da religiosidade. Isto só para começar! Nem estou insistindo na relação mais do que comprovada que existe entre as FARC e o partido.
E é neste ponto que entra o vice do José Serra. Índio da Costa já demonstrou que é bom de briga ao declarar a existência da relação PT-FARCmpara a imprensa. Se ele, e Serra, escancararem a verdade escondida por trás do programa de governo de Dilma, poderá ocorrer uma verdadeira reviravolta na campanha eleitoral neste segundo turno. Mas será uma tarefa difícil e árdua. Terão que lutar contra a CNBB, a imprensa e os artistas, todos a serviço da ideologia marxista que assola o nosso país, e sem apoio de nenhum integrante da intelectualidade tupiniquim. Precisarão mostrar que o governo de uma nação é muito mais amplo do que simplesmente uma política econômica de assistencialismo social, que classifica como classe média alguém que recebe 2500,00 reais por mês. Eles terão que escancarar aos eleitores o que realmente é o Partido dos Trabalhadores e que o que está em jogo é a liberdade do indivíduo, da vida e da família.
Acordar a população do feitiço não é fácil. Suas almas estão sendo compradas através de bolsas e de ganhos econômicos. Enquanto isto, cada vez mais o governo está invadindo a privacidade das famílias, quer na área econômica, religiosa ou educacional. As intromissões ilegais e imorais nos arquivos da Receita Federal é apenas a ponta do iceberg.
O diabo tem muito a aprender com  o PT.


Nenhum comentário:

Postar um comentário