domingo, 17 de outubro de 2010

Um Fio de Esperança

Oras, mas não seria justamente esta a missão de um padre, ou bispo? A de defender o seu rebanho? Se o catolicismo (o verdadeiro, não esta demonologia da libertação) e os cristãos como um todo são contrários à prática do aborto, a Igreja tem mais é que informar seus fiéis com quem estão lidando. 

Li uma notícia do site G1, que parece ser um pequeno fio de esperança para a Igreja Católica e para os cristãos em geral. A impressão de 2,1 milhões de panfletos contendo orientações ao fiel para que não dirija seu voto a apoiadores do aborto. "Recomendamos encarecidamente a todos os cidadãos e cidadãs brasileiros e brasileiras, em consonância com o art. 5º da Constituição Federal, que defende a inviolabilidade da vida humana e, conforme o Pacto de S. José da Costa Rica, desde a concepção, independentemente de suas convicções ideológicas ou religiosas, que, nas próximas eleições, deem seu voto somente a candidatos ou candidatas e partidos contrários à discriminalização do aborto", diz o texto. É claro que é uma advertência sobre a candidata Dilma.
O curioso é que o tom da reportagem faz parecer que aqueles que mandaram imprimir os folhetos são malfeitores. Oras, mas não seria justamente esta a missão de um padre, ou bispo? A de defender o seu rebanho? Se o catolicismo (o verdadeiro, não esta demonologia da libertação) e os cristãos como um todo são contrários à prática do aborto, a Igreja tem mais é que informar seus fiéis com quem estão lidando. São até tímidos! Panfletos deveriam ser distribuídos em todas as dioceses, em todas as Igrejas, em todas as casas, justamente para que o eleitor não se engane. Dilma é a favor do aborto, seu partido é a favor do aborto.Esta é a verdade.
Parece que até processo a diocese de Guarulhos pode sofrer. Quem tem que ser processada é a senhora Dilma, por estar enganando a população, por estar mentindo. Além disso, desde quando falar a verdade é crime? Que crime existe em orientar seus fiéis a não votarem em quem vai contra os seus princípios? Me apontem um crime nesta atitude, unzinho! A Igreja apenas utiliza a sua liberdade de expressão. Não está caluniando, não está acusando a sra Dilma de nada do que ela não seja. Vergonhoso é o bispo Don Vilson Dias de Oliveira "lamentar o caso". Ora, deveria lamentar a pouca quantidade impressa! Deveria lamentar o desmonte que sua Igreja vem sofrendo por conta dos canalhas do PT e da CNBB! Deveria agradeçar às pessoas que trataram de alertar os fiéis seguidores da Igreja sobre com quem estão lidando, isto sim!
A impresa, podre, trata o assunto com um tom de ameaça à Igreja por ter impresso os folhetos, como se ela estivesse cometendo um crime. Como se a Igreja não pudesse se posicionar sobre algo que a atinge frontalmente. Como se devesse permanecer em cima do muro, alheia a uma tentativa de ludibriarem seus fiéis. A Igreja, em especial os católicos, preferiu se vender ao PT. A CNBB, apóia tudo o que o partido manda, e tudo o que ele manda vai contra os seus princípios. E justamente aqueles que defendem os princípios do verdadeiro catolicismo são perseguidos, dentro da própria Igreja. Mas parece que, mesmo no meio da podridão, ainda existem pessoas que lutam pela vida e pela verdade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário