segunda-feira, 19 de setembro de 2011

O Expurgo da Caserna

A Comissão da Verdade, cujo representante dos militares será José Genoíno, é de fundamental importância para a comprovação de inúmeras declarações feitas por diversos integrantes do governo-Estado petista de que o Exército de hoje é diferente do Exército de ontem. O silêncio catacúmbico que reverbera nos quartéis a este respeito não deixa maiores dúvidas. 

Durante o período no qual o Brasil foi governado por Presidentes militares muitos erros e acertos foram cometidos. Três erros, entretanto, foram decisivos para a derrota estratégica que sofreram não só os cidadãos fardados, mas toda a força conservadora no país. 
O primeiro deles foi a negativa do Marechal Castelo Branco em utilizar-se de uma estrutura similar ao DIP, da era Vargas, de maneira que pudesse combater a propaganda subversiva. O presidente não queria ter sua imagem atrelada à censura de Getúlio. O resultado foi a progressiva infiltração de ideias revolucionárias dentro da produção jornalística, cultural e artística.
O segundo erro foi o afastamento de Carlos Lacerda da cena política do país. Conservador de atuação política destacada, seu afastamento praticamente preparou o terreno para a tomada do poder pela esquerda, que os próprios militares haviam combatido (com massivo apoio popular), anos depois. O governo preocupou-se no combate à guerrilha e à subversão, mas esqueceu-se do front cultural e político. O resultado foi uma fragorosa derrota estratégica. Militarmente, comunistas, socialistas e a esquerda em geral foram derrotados. Politicamente, venceram. Assim, tal como os EUA no Vietnã, todas as batalhas foram vencidas, mas a guerra foi perdida.
O terceiro erro foi a estratégia do silêncio. Ao optarem pelo ostracismo, os militares facilitaram sobremaneira o trabalho de reescritura da história por parte dos então derrotados. Isto possibilitou às forças de esquerda a conquista do apoio popular e a substituição progressiva de valores tradicionais (chamados burgueses) por seu novo código de ética e moral (chamado de valores do povo), mesmo que esta nova escala de valores fosse inteiramente contrária ao que a população efetivamente pensava. 
A soma destes três erros decretou a derrota do movimento de 31 de Março de 1964. Na verdade, a data marca apenas a troca de estratégia por parte da esquerda de tomar o poder. Da utilização da força para a conquista cultural e moral do país. Esta nova postura não foi percebida por nossos chefes militares a tempo, inclusive modificando algumas políticas externas do país, como a sua aproximação com a antiga URSS e o apoio ao movimento socialista em Angola. Os vermelhos chegaram de roldão ao poder, aparelharam o Estado e compraram mentes e corações com tolas ideias de igualdade ou com o vil metal.
A Comissão da Verdade, cujo representante dos militares será José Genoíno, é de fundamental importância para a comprovação de inúmeras declarações feitas por diversos integrantes do governo-Estado petista de que o Exército de hoje é diferente do Exército de ontem. O silêncio catacúmbico que reverbera nos quartéis a este respeito não deixa maiores dúvidas. 
Os agentes do Estado que atuaram contra sequestradores, terroristas, estupradores, assassinos e assaltantes serão caçados, punidos, e presos. E os militares de hoje permanecerão em silêncio... Premonição?  Mãe Dinah? Búzios? Não. Basta olharmos ao nosso redor para vermos o que aconteceu aos nossos hermanos uruguaios e argentinos. Oficiais e praças presos, acusados de atentado aos direitos humanos por terem lutado contra os criminosos que queriam mergulhar seus países na ditadura proletária. A carta dos militares argentinos presos (presos políticos) nos dá uma amostra do que está por vir. Nele, verificamos que a estratégia esquerdista é a mesma: de que o Exército Argentino de hoje é diferente do de ontem, afirmativa que os autores repudiam sob o argumento de que lá (tal como cá) o Exército é um só. Mas lá o "Exército de hoje" também se calou.
Sob a manta evasiva da disciplina, nada pode ser dito nem falado (sob pena de se quebrar um dos pilares do Exército). Sob este "respaldo" é que se guiam para calarem-se diante de uma situação que pode colocar na cadeia pessoas como o coronel Brilhante Ustra e ao mesmo tempo dar vencimento de general à família de Carlso Lamarca, sujeito que julgou e matou um tenente da Força Pública de São Paulo a coronhadas dentre outros crimes. 
A Comissão da Verdade não é nada mais que um tribunal revolucionário aos moldes da VAR Palares, MR-8, Vanguarda Popular Revolucionária e outros movimentos e organizações terroristas que julgavam e sentenciavam qualquer cidadão à revelia de qualquer instituto legal ou moral. Seu surgimento possui um único propósito: queimar os arquivos ainda vivos daqueles anos e garantir aos vitoriosos terroristas de ontem cada vez mais indenizações, à custa do bolso e do dinheiro do desmemoriado e explorado povo brasileiro.
Enquanto este verdadeiro ataque ao cerne do Exército é realizado, a preocupação maior dos mlitares é com os seus vencimentos, com os aumentos que não chegam jamais. É claro que esta é uma preocupação de extrema importância, mas muito mais urgente é o desmonte histórico que está se desenhando em nosso Exército e, por extensão às Forças Armadas. Por dinheiro, vende-se a própria alma, entrega-se ao carrasco amigos e companheiros de outrora.
O Exército de hoje é o mesmo de ontem e será o mesmo Exército de amanhã. Infelizmente, não é o que a conjuntura atual nos mostra. Desenha-se um verdadeiro expurgo da caserna.




11 comentários:

  1. Meu caro Morato,a caserna já esta expurgada a muito tempo,por covardia de nossos líderes.Não acredito que eles não enxerguem o que esta acontecendo em nosso país,este silêncio,idiota,esta custando muito para a nação brasileira e só Deus sabe o que poderá acontecer de pior, num futuro próximo.
    Pode ter certeza de uma coisa,em breve, veremos militares que participaram efetivamente de ações contra a guerrilha,presos e humilhados,por esta CORJA que esta no poder,com o aval dos chefes militares de hoje,verdadeiros judas das FFAA e do Brasil.
    Os safados, que comandam o país, tem tanta certeza da covardia dos nossos altos comandos, que usam e abusam de qualquer tipo de palavra chula para nos ridicularizar.
    É triste ver um General de quatro estrêlas, homem de moral ilibada,possuidor de uma intelegência fértil,se tornar um mero comentarista de uma emissora de tv,por mais algumas moedas no seu bolso.
    E eu me pergunto:Como um militar do calibre do General HELENO se presta a isso,sabendo que a nação corre um grave perigo nas mãos dos VERMELHINHOS que estão no poder,e sabendo,também,que muitos irmãos de armas,que lutaram por uma causa justa,estão perto de serem julgados como verdadeiras feras da nação brasileira.
    Será que ele não sabe que as FFAA tem uma legião de insatisfeitos,doidos que apareça uma liderânça para comanda-los, objetivando um Brasil melhor, em todos os sentidos,mesmo que isto signifique acabar de vez com as ervas daninhas que infestam o país.
    E o cara vai ser comentarista de televisão,é deprimente.

    Hum abraço.

    ResponderExcluir
  2. EM TODO MUNDO OS MILITARES SERVEM AOS PODEROSOS, SENÃO VEJAMOS TODOS OS GOLPES MILITARES COMO ARGENTINA, CHILE,VENEZUELA SIRIA LIBIA ETC....
    O MILITAR NÃO SE IDENTIFICA COMO DO POVO APESAR DE SEUS FAMILIARES O SEREM, MAS QUANDO TEM DE USAR A FORÇA NÃO MEDE CONSEQUENCIAS.
    O DISCURSO SEMPRE É O MESMO, DE RESPEITO A HIERARQUIA, MAS E QUANDO O DITADOR USA DOS MILITARES PARA MATAR PESSOAS DO POVO COMO NA ARGENTINA, BRASIL,CHILE,CUBA,LIBIA,RUSSIA,SIRIA,ETC...SERÁ QUE O MILITAR TEM QUE OBEDECER AS ORDENS DE UM DITADOR, QUE MANDA MATAR CIVIS POR DISCORDAR DE SUAS OPINIÕES .
    HOJE VOCÊS PODEM DISCORDAR E ATÉ XINGAR A PRESIDENTE SEM QUE NA CALADA DA NOITE SEJA VISITADO PELO EXTINTO DOI-CODI, PARA SUBMETE-LO A TORTURAS COMO CHOQUES, PAU DE ARARA,AFOGAMENTO ETC...
    HOJE OS JORNALISTAS ESCREVEM MATÉRIAS CONTRA O GOVERNO, SEM QUE ANTES DE SER PUBLICADOS TENHAM QUE PASSAR POR UM CENSOR E NÃO TÊM MEDO DE TER QUE SE EXILAR POR CAUSA DE PERSEGUIÇÃO E TORTURA.
    VEJA TEXTO TIRADO DO “O GLOBO”
    RIO – “Um documentário inédito, a ser exibido na quinta-feira à noite no Festival de Cinema de Brasília, contém uma revelação macabra feita por um ex-agente do DOI-Codi, o órgão de inteligência e repressão da ditadura militar: a de que vários de seus inimigos, que se tornaram presos políticos - e cujos nomes passaram a figurar na lista de desaparecidos do regime - tiveram os corpos esquartejados. Um deles, segundo um ex-agente, era o deputado Rubens Paiva A afirmação, como antecipou nesta terça-feira Ancelmo Gois em sua coluna no GLOBO, foi feita por Marival Chaves, ex-agente do DOI-Codi, em depoimento ao cineasta Jorge Oliveira para o filme "Perdão, Mister Fiel", de 95 minutos, cujo tema principal é a morte sob tortura do operário Manoel Fiel Filho, em São Paulo.”

    QUAL É O MEDO DE SE CONTAR A HISTÓRIA.. SERÁ QUE É POR TEREM HISTÓRICO DE TORTURADOR?
    FICAM AS PERGUNTAS.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não sei qual a idade do cidadão que escreveu acima, mas não deve ter vivido durante o regime militar, senão mão estaria citando as asneiras que escrevem algumas penas pagas. Em 1964 eu tinha 18 anos e tive a oportunidade de ouvir o discurso do Brizola incitando os sargentos a tomarem os quartéis e prenderem os gurilas, para fazer o quê? Durante minha vida na Faculdade também fui imbecilizado pela cantilena comunista e mesmo assim nunca fui molestado pela repressão. ÓBVIO! EU NÃO PEGUEI EM ARMAS PARA IMPLANTAR UMA DITADURA COMUNISTA NO PAÍS.Sugiro ao cidadão ler o Professor Olavo de Carvalho, talvez ele consiga ver a luz e certamente nunca mais será vitima da "força sinistra" que fanatiza e imbeciliza. Hoje sei qual foi o maior erro dos generais- foi não terem copiado o "Che" e o Fidel com relação a esse bando de comunas. Outra coisa que eu gostaria de saber porque nenhum dos terroristas ficou em algum dos paraísos que cultuam Cuba,China, Coréia do Norte mas foram todos viver no inferno da França, Inglaterra,Canadá, dentre outros.

      Excluir
  3. Interessante,só vejo declarações de tortura e morte feita contra os agentes do estado.Não aparece nenhum jornalista,historiador,artistas etc,para falar a respeito das covardias,mortes ,assaltos,torturas,sequestros praticados pelos que estavam do outro lado.
    Outra coisa, do jeito que a grana esta correndo solta,e com este modismo de ser de esquerda,ainda vai aparecer um bocado de traíras,para detonar os fardados.
    Mas,concordo com o comentarista anterior,quando ele diz "O comando militar executa as ordens dos governantes,porque esta sob o comando dos mesmos".
    Num governo ditatorial,apoiado por militares,crimes de todas as espécies podem acontecer,mas, este não foi o caso do Brasil.Quem iniciou a luta armada foram os esquerdistas,que estavam sendo treinados e financiados por países comunistas,muitos anos antes da contra revolução de 31 de março de 64.
    Foram eles que começaram a matar,sequestrar,roubar(bancos, carros fortes,comércios etc etc.etc..),na tentativa de tomar o poder pela força.
    Foram retaliados na MARRA.E graças a Deus que eles não venceram,pois se tivessem vencido,com certeza muitas famílias estariam chorando os milhares ou milhôes de mortos como resultado final,como na CHINA, RÚSSIA,CUBA,QUINÉ VERMELHO ETC.ETC.ETC...
    Agora,o povo brasileiro esta pagando pela desordem causada por estes bandidos.Perderam e hoje cantam de vítimas do sistema.Embolsam quantias enormes,como indenização,por não terem conseguido transformar o país,num TORRÃO COMUNISTA,indenizações pagas com os impostos de todos os brasileiros,que em sua grande maioria nem tinham nascidos.
    Estão ai, de novo, os vagabundos de ontem,se dando bem,as custas dos idiotas de hoje.
    Só fico a imaginar,já pensou se a RÚSSIA,CHINA,CUBA,ESPANHA,PORTUGAL,entre outros,tivessem que pagar indenizações a seus cidadaõs,por matarem,mutilarem,extruparem e levarem a falências,milhões e milhões de seus compatriótas,não haveria dinheiro no mundo pra pagar.Mas, nós estamos pagando,aos criminosos de ontem,como se eles fossem os heróis de hoje ,com o nosso surrado dinheirinho.
    Isto é uma VERGONHA!


    Hum abraço.

    ResponderExcluir
  4. O segundo comentarista falou que hj podemos até
    xingar a presidente, pois estamos numa democracia. Menos, senhor anonimo ( medo de ser reconhecido?) Talvez o senhor esteja esquecido do famoso PNDH III que, se aprovado, será pior do que na época dos militares, que o senhor chama de ditadura. Houveram excessos, sim e que eles sejam estudados e, se for o caso condenados; mas também que se vejam o que os atuais democratas de plantão fizeram para serem presos e torturados.
    Parabéns Haydil pela sua postagem.

    ResponderExcluir
  5. Na minha modesta opinião, outros fatores foram decisivos para a mudança de apoio da população à causa, senão vejamos:
    Assassinato do jornalista Vladimir Herzog ( que fez com que toda a mídia se voltasse contra o Movimento e olha a força que tem a mídia)(a mídia é o quarto poder);
    "Perseguição" aos padres "vermelhos", o que fez com que a Igreja, até então a favor, voltasse-se contra;
    Então, você tem a mídia e a igreja católica contra, .... vai dar no que?

    E o principal fator, sob minha modesta opinião, que poderá até chocar a você que está lendo agora, foi
    Fazer prisioneiros. Não se faz prisioneiros numa guerra, seja ela qual for; convencional ou de guerrilha. Se todos estivessem mortos não estariam hoje aí "enchendo o saco", inclusive "enchendo o saco de dinheiro".
    Eles não fizeram uma revolução. Fizeram sim um negócio, aliás, um bom negócio.
    Me desculpe, mas esta é a minha opinião.
    Abrs - J R

    ResponderExcluir
  6. Muito bom o artigo e me solidarizo com o seu autor.Tenho, entretanto, a esperança de que os desdobramentos da contenda que os comunistas planejaram, vão zebrar.Porem, será preciso uma reação tambem extravagante de quem se encontra na defensiva e prejudicado pelas mentiras. Alguem já disse que a Guerra é a continuação da política por outros meios. Falta a Guerra!

    ResponderExcluir
  7. Temos por dever e obrigação encontrarmos um lider SINGAPURA para que possamos fazer uma limpeza em regra,

    ResponderExcluir
  8. Parabéns pela coragem e pela verdade!
    Já disse para amigos e aqui repito:
    A História é a Mestra da Vida... Da mesma forma que hoje nos orgulhamos dos fatos históricos de 35 e de 64, (apesar das tentativas de "apagá-los" do calendário militar) daqui a 40 ou 50 anos a História julgará as Forças armadas de hoje... Ou seremos todos APLAUDIDOS pela OMISSÃO, por não termos tido coragem de fazer NADA, ou seremos CONDENADOS por termos deixado de ter feito aquilo que cabia ser feito. Deus abençoe a todos. Feliz 2012!

    ResponderExcluir
  9. Parabens pelo post ! agora que li , pois leio muita coisa que está na net.

    ResponderExcluir
  10. Todos nós sabemos que toda liderança política do mundo, incluindo as altas patentes militares, são regidos pelos Illuminatis de comum acordo. Ou isto é surpresa para alguns? Pesquisem a respeito e entenderão sobre os reaais e escusos objetivos dos "donos do mundo". As "metas" da NWO (New World Order)precisam ser levadas a efeito em todas as nações de todos os continentes, E todo tipo de angústia que possa viver a sociedade de um país, tem como origem a manipulação mundial que comanda a Grande Cnspiração.
    Apóio todo comentário e sugestão em prol de nossa classe militar.

    Abraços a todos e Parabéns pelos excelentes e inteligentes comentários!

    ResponderExcluir